05 cidades para quem é apaixonado por arquitetura





Se você gosta de viajar para aproveitar os espaços urbanos, certamente se interessa pela arquitetura e as diferentes formas de construções que encontramos nas esquinas mais despretensiosas de cada destino.


Afinal, a organização dos espaços e construções diz muito sobre a história do local, além de auxiliar na construção do cenário e na beleza da paisagem. a organização dos espaços e construções diz muito sobre a história do local, além de ser responsável por compor o cenário de suas próprias narrativas de viagem.


Pois aqui vai uma seleção das principais cidades do mundo para quem ama essa arte.


São Petersburgo, Rússia




Destino que raramente entra pra lista de prioridades dos turistas, São Petesburgo é capaz de encantar qualquer amante da arquitetura.


Conhecida por ser uma das primeiras cidades planejadas do mundo, o local é repleto de edifícios no estilo barroco e rococó.


O principal deles é o Palácio de Catarina, encomendado por Catarina I, imperatriz russa do início do século XVIII. Também vale a pena visitar o Museu Hermitage, considerado como um dos melhores do mundo. Ele é formado por 10 prédios, sendo que o principal deles é o Palácio de Inverno, antiga residência dos Czares russos.


Se você for no verão, um dia fresco vai estar em média 30 graus celsius.


Uma atração interessante que não tem a ver diretamente com arquitetura, mas que também ajuda a construir o cenário, é o fenômeno conhecido como noites brancas.


Trata-se de um fenômeno atmosférico que tem lugar de finais de maio a meados de julho durante o qual o sol não se chega a pôr por completo, oferecendo entardeceres intermináveis ao longo de toda a noite.

Atenas, Grécia



Com ruínas e construções que datam de 500 anos antes de Cristo, é praticamente impossível falar sobre o envolvimento entre arquitetura e história sem falar da Grécia, especificamente da cidade de Atenas.


Morada das principais histórias da civilização ocidental, Atenas já foi a cidade mais importante da região, concentrando os grandes monumentos, principalmente em homenagem aos deuses da mitologia.


Nesse aspecto, destaca-se o Templo de Hefesto, construído em homenagem ao deus do fogo e da metalurgia, o qual fica localizado no centro da cidade. O templo de Zeus Olímpico, um dos mais famosos, é um outro ponto turístico que não passa despercebido.

Além disso, não deixe de dedicar um período do seu dia para o Pathernon, o famoso templo dedicado à Deusa que dá nome à cidade, Atenas.



Budapeste, Hungria



Budapeste é considerada uma das melhores cidades para observar de perto o famoso estilo de Arte Nouveau. Não é à toa que ela é conhecida como a Paris do Leste entre os viajantes.

O edifício que se destaca é o Parlamento, construído no fim do século XIX e localizado à beira do rio Danúbio, que divide a cidade em suas duas grandes regiões: Buda e Peste.


Além dele, é importante visitar a Basílica de São Estevão, na qual se encontram os restos mortais da mão do rei homenageado, o primeiro rei católico da Hungria. Por fim, para relaxar das longas caminhadas e visitas à cidade, lembre-se de que Budapeste também é famosa por seus banhos termais.


A dica para observar o que, a meu ver é um dos pontos mais deslumbrantes da cidade, é ir até a Ilha Margarida, um dos meus pontos favoritos da cidade.



Tel Aviv, Israel




Tev Aviv, em Israel, é outro destino internacional que agrada aos amantes da arquitetura. Lá, a estética é mais moderna, visto que a cidade é a que tem o maior número de prédios em um estilo peculiar: o Bauhaus, que surgiu na Alemanha no início do século XX.


Contudo, com as grandes guerras, muitos alemães fugiram do país e se abrigaram em Tel Aviv., o que influenciou a arquitetura moderna e funcional que ficou marcada na cidade. A região na qual há uma maior concentração é a chamada “Cidade Branca”. Ela é tão importante que foi considerada como patrimônio mundial pela UNESCO.


Além disso, vale visitar também a região de Jaffa, a parte antiga da cidade na qual são preservadas diversas construções do estilo Otomano. Ela se destoa do clima moderno e agitado de Tel Aviv e pode ser um momento oportuno para que você conheça mais da cultura e história do local.


Hanoi, Vietnam



O Vietnã tem uma rica história de arquitetura tradicional. Desde as casas de Rong e residências de Trinh Tuong às casas de palafitas do povo Ede, o país mostra uma profundidade de métodos e estilos de construção vernaculares.


Além disso, o estilo colonial francês é especialmente proeminente no sudeste da Ásia, como exemplificado pelos edifícios do início do século 20 em Hanói.


Exemplos notáveis incluem o Palácio Presidencial (concluído em 1906) e a Ópera de Hanói (concluída em 1911), dois lembretes ornamentados em amarelo brilhante do domínio francês no Vietnã.

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

ACOMPANHE NAS REDES

EM DESTAQUE