Turistas brasileiros buscam viagens domésticas, isolamento e natureza



Quando a situação epidemiológica do Brasil e do mundo começou a apresentar sinais de melhora, muitos acreditavam que a reabertura das fronteiras seria marcada por um boom de viagens internacionais regadas a uma forte ressocialização que foi reprimida por longos dois anos. Mas a realidade é que os hábitos adquiridos pelos turistas durante a pandemia estão se mantendo, transformando e trazendo novas prioridades para os viajantes brasileiros.


A Latin Exclusive, empresa internacional de aluguel por temporada e venda de imóveis de luxo, conduziu uma pesquisa entre dezembro de 2021 e março de 2022 para entender as preferências e tendências do turismo de luxo para este ano.


No Luxury Travel Report 2022, a agência consultou consumidores do mercado de luxo, incluindo CXOs, diretores, vice-presidentes, CEOs, CFOs, CTOs, CMOs, founders, partners e owners de empresas brasileiras com receita mínima de R$ 100 milhões.



Foi observado que 64% dos entrevistados ainda consideram as restrições da pandemia na hora de decidirem um novo destino de viagem.


A pesquisa também aponta que os consumidores do mercado de viagens de luxo ainda elegem como prioridade opções mais privadas nas estadias, assim como nas atividades de lazer, e onde possam existir um certo distanciamento social.


A exemplo disso é possível destacar escolhas como atividades em família (45%), tours privados em lugares específicos de interesse (41%), piscinas privativas (39%), trechos de praia deserta (32%) e locais mais afastados de grandes centros e reclusos (32%).


Enquanto isso, apenas 8% dos respondentes planejam realizar tours em grupos grandes, o que mostra ainda um comportamento mais retido entre os consumidores de turismo de luxo. Serviços diários de hospedagem, como limpeza, também são um pedido significativo, com mais de 60% dos entrevistados prezando por essa particularidade.


Turismo doméstico



Mesmo com as aberturas de fronteiras de países no exterior e maior possibilidade de ir para qualquer lugar fora do Brasil, as pessoas estão optando por viagens dentro do país.


Cerca de 40% das pessoas estão planejando viagens domésticas. A proximidade com a natureza nas viagens também se mostrou uma tendência significativa para os próximos meses, com 59% dos entrevistados se mostrando mais interessados nessa busca por tranquilidade e calmaria. Mas, apesar disso, eles também não querem deixar de conhecer a cultura (56%) e experimentar a gastronomia local (70%) dos destinos escolhidos.



“Vemos as tendências analisadas no nosso dia a dia de reservas. Hoje, os destinos mais procurados por nossos clientes ainda são o Nordeste, em especial a Bahia, e Rio de Janeiro, sendo que as casas mais reclusas e refugiadas de grandes centros são as mais requisitadas.", diz Arnaud Bughon, CEO da Latin Exclusive.


Bughon ainda fala sobre à volta do convívio social. "Desde o início da pandemia, vemos um movimento forte na procura por locais mais próximos da natureza, com tranquilidade, conforto e luxo. Diante dessa desafiadora situação sanitária pela qual ainda passamos, muitas pessoas perceberam que era possível fazer viagens mais tranquilas e, de certa forma, aproveitar essa reclusão. Essa será uma tendência que veremos ainda presente pelo menos até o primeiro semestre de 2022, conforme vamos nos readaptando à volta do convívio social aos poucos.”, finaliza.



Fonte: Site Exame


  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

ACOMPANHE NAS REDES

EM DESTAQUE