• Jéssica Paula

09 curiosidades que vão te fazer querer visitar a Turquia




1 - Eles adoram chá


A Turquia tem a maior taxa de consumo de chá per capita do mundo.



Poisé, 96% da população do país tomam ao menos um copo de chá por dia. Então, já sabe o que pedir caso esteja em dúvida na hora que parar para o lanche.



2 - O lar do Kebab


O Kebab é uma comida popular ao redor do mundo. É possível encontrar esses famosos sanduíches por qualquer canto da Europa, principalmente, e claro na Turquia, país onde ele nasceu.


E fique tranquilo quanto ao preço. Em Istambul, por exemplo, o valor de um Kebab fica em torno de 4 liras turcas, o que equivale a 2 reais no Brasil.


Um dos locais mais famosos para se comer um bom Kebab em Istambul é na Lanchonete Durumzade, que ficou famosa após um a visita do chef e apresentador de TV americano Anthony Bourdain. Ali, o sanduíche e o refrigerante saem por volta de 7 liras turcas.


Dizem, inclusive, que o bom mesmo é pedir que o proprietário escolha o recheio do seu sanduíche (se você não tiver restrições alimentares, é claro).



3 - É uma viagem barata


Apesar de parecer luxuoso dizer que vai viajar à Turquia, com organização e planejamento é possível realizar uma viagem barata, principalmente se comparar a outros países europeus.


Você já viu acima o valor do kebab. Agora, em relação a hospedagem, é fácil encontrar um hotel de quatro ou cinco estrelas, com uma boa localização por 350 reais, a diária do casal. Já para quem prefere roteiros bem econômicos, a diária em hostels bem avaliados de Istambul começam em 30 reais e não costumam passar dos 60 reais para quartos compartilhados.




4 - Se for à Istambul, pode dizer que já esteve em Constantinopla



Essa é uma curiosidade para quem adorava as aulas de história. Até o ano 330, a cidade mais famosa da Turquia era chamada de Bizâncio e, posteriormente, em 1453, mudou de nome e tornou-se a lendária Constantinopla.


Sua atual denominação, Istambul, só foi outorgada em março de 1930. Na verdade, a queda de Constantinopla foi o símbolo do declínio do Império Romano do Oriente (também conhecido como Império Bizantino), inaugurado por Constantino – que havia dado seu nome à cidade. O Império Romano do Oriente representava, na Idade Média, o que ainda havia de mais poderoso.




5 - Istambul é a única cidade do mundo que está entre dois continentes




A cidade, que tem cerca de 12 milhões de habitantes na região metropolitana, é dividida em duas pelo estreito de Bósforo, que marca a divisão entre a Ásia e a Europa.



6 - Luta Livre com Óleo é um esporte popular



A Oil wrestling ou, em português, Luta Livre com Óleo (tentando fazer uma tradução livre) se diferencia do modo clássico deste tipo de luta porque, antes de enfrentar o oponente, os lutadores se banham em azeite de oliva.



7 - Aproveite um banho turco



Outro item na lista de curiosidades sobre a cultura deste país são os famosos banhos turcos. Conhecidos por “hamam”, os banhos são bastante tradicionais e verdadeiros rituais de purificação e beleza. A experiência é amplamente oferecida em todo o país, em um ambiente cercado por mármore que conserva o calor interior.


Semelhante a uma sauna, porém mais úmido, o banho turco pode ser realizado individualmente ou com mais pessoas, além de poder incluir, em alguns casos, massagens, tratamentos e sessões de relaxamento. Istambul, por exemplo, oferece diversas opções de banhos turcos, que se dividem entre os mais tradicionais e os que seguem um estilo mais ocidentalizado, parecidos como SPAS. 



8 - Assista à apresentações dos Dervixes





Trata-se de uma dança realizada pela Ordem Mevlevi, fundada no século XIII, que é parte de um braço místico do islamismo. A dança é realizada para simbolizar a transição do mundo terreno ao espiritual com o intuito de purificação da alma.


Um dervixe é um praticante aderente ao islamismo sufista, conhecidos pela sua extrema pobreza e austeridade. Neste sentido, os dervixes são similares às ordens mendicantes dos monges cristãos e dos sadhus hindus, budistas e jainistas.


Os dançarinos, os devixes rodopiantes, utilizam vestimentas brancas com saias longas e rodopiam rapidamente para alcançar esse estado de transe.  Em diversas regiões turcas é possível assistir a uma apresentação da dança.




9 - O Papai Noel nasceu aqui


Não, não foi no Polo Norte. O Papai Noel, ou São Nicolau, nasceu na cidade de Mira, na Turquia.


Nicolau vinha de uma família rica e era conhecido, na época em que viveu - ano de 270, por suas boas ações. Após se tornar bispo, ficou ainda mais conhecido por histórias de milagres e por presetear adultos e especialmente crianças pobres. Depois de Nossa Senhora, Nicolau foi o santo mais retratado por pintores da igreja católica.




O Papai Noel gordo, de barba branca, como conhecemos, foi uma figura construída ao longo dos anos com forte influência comercial, pela Coca-Cola para ser mais específica, que usa essa imagem desde o ano de 1930.


A data original de celebração de São Nicolau é 6 de dezembro, dia de sua morte. Nesta data, séculos atrás, freiras davam doces para as crianças carentes. Apesar de a troca de presentes ter se estabelecido no dia 25, por conta da data comercial também, há países que ainda o fazem no dia 6, como é o caso da Holanda, por exemplo.


A cidade de Mira hoje é conhecida como Demre. A igreja onde São Nicolau trabalhou é ponto de visita e peregrinação do turismo religioso. A maior cidade próxima é Antália, de onde saem tours para visitar a região.




Redação Passaporte Acessível com informações