Seleção Brasileira masculina se torna bicampeã mundial em campeonato de “futsal Down”



O título foi muito comemorado pelo time, comandado pelo técnico Cleiton Monteiro, que se mostrou bastante motivado para as próximas disputas. “Estou bastante contente, trabalhamos muito para conquistar os dois Mundiais.” Afirma Monteiro


O título invicto veio após cinco vitórias em cinco jogos. Julio Silva acabou a competição como artilheiro, com 21 gols. O Brasil teve o melhor ataque (51 gols feitos) e a melhor defesa (4 gols sofridos). Neste Mundial, o Brasil venceu Uruguai, Chile e Turquia, na fase de grupos, Portugal, na semi, e a Argentina, na final.


Time campeão



Os atletas brasileiros realmente têm se destacado no futsal para pessoas com Síndrome de Down. Cleiton explica que o sucesso do time se dá, principalmente à dedicação dos atletas.

“Concentramos dias antes (do Mundial) no Centro de Treinamento Paralímpico (em São Paulo) e a seleção mostrou a diferença de uma concentração, de um treinamento. O Brasil vem crescendo bastante no cenário do futsal Down e estamos muito felizes pela conquista”, disse o técnico.


Cleiton ainda lembra que a participação do time quase não acontecia, pois eles não tinham recurso para a viagem. Uma vaquinha online foi feita para tentar arrecadar os R$ 256 mil que custeariam passagens aéreas, hospedagem, alimentação e taxas de disputa. Pouco mais de R$ 60 mil foram obtidos na época, o que ainda era insuficiente.



Vale lembrar que o futsal Down, embora voltado a pessoas com deficiência, não faz parte do programa paralímpico, tornando a captação de apoio e visibilidade um desafio a mais.

A participação só foi possível após uma marca de salgadinhos fechar patrocínio com a equipe, assim como uma empresa de lâminas de barbear.


“Fizemos os treinamentos online e conversamos muito. Eles estudaram o que é o futsal e quais as novas metodologias de treinamento. Assim que conseguimos retornar aos treinos presenciais, eles colocaram tudo em prática e isso fez bastante diferença. Foi bem legal”, contou o técnico.


Copa do Mundo de futsal Down



Esta foi a terceira edição do Campeonato Mundial de Futsal para atletas com síndrome de Down. A Itália foi a campeã da primeira edição, em 2018, que aconteceu em Portugal. Nos dois anos seguintes, o Brasil deu um verdadeiro show e venceu todos os jogos.


O time desembarcou no Brasil no último dia 11, mas já se prepara para uma nova disputa.

A partir do próximo dia 27, os atletas embarcam para a Espanha, onde disputarão o Mundial de futebol de PC (paralisados cerebrais, antes chamado futebol de sete).


O time canarinho busca uma conquista inédita na modalidade, depois de dois vice-campeonatos (2003 e 2013). Na última edição, em 2019, realizada em Sevilha (Espanha), o grupo ficou na terceira posição.



Fonte: Site só notícia boa


  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

ACOMPANHE NAS REDES

EM DESTAQUE