Como fazer uma viagem segura





Segurança é a principal preocupação de quem viaja. Se estiver sozinho, ou se for mulher, mais ainda!


Já estive nos países mais desenvolvidos e nos mais pobres do mundo. Violências comuns como pequenos furtos acontecem em todos eles.


Por isso, quero compartilhar algumas medidas de segurança eficazes para que você reduza drasticamente as chances de algo dar errado com você durante sua aventura.

1 - Onde você carrega seus documentos


Não é simplesmente levar sua carteira. Isso porque carteira é um item muito fácil de ser furtado, perdido ou esquecido em qualquer lugar. Opte por utilizar algo que fique preso a seu corpo. É por isso que eu utilizo sempre essas pochetes, como na imagem acima, também conhecidas como doleiras.


Ela definitivamente será sua melhor amiga durante a viagem. Em lugares onde você se sentir mais insegura, pode até mesmo dormir com ela (já fiz isso enquanto estava em uma zona de conflito armado, por exemplo).


E ela vai ser fundamental para guardar o documento mais importante da sua viagem: o passaporte. E é sobre ele a próxima dica.

2 - Nada de documentos em cofres de hostels / hotéis




É comum ouvir pessoas contarem que a medida de segurança para o passaporte é sair na rua apenas com uma cópia do documento e deixar a versão original no hostel ou hotel.


Essa é uma estratégia que pode gerar problemas porque não há como obter garantia da segurança total do local onde você vai se hospedar. Além disso, o que acontece se, em uma situação emergencial você precisar de seu documento original enquanto estiver na rua?


Claro que é importante ter uma foto de seus documentos no celular e na nuvem (no seu e-mail, por exemplo). Mas o passaporte em si é também uma forma de garantir sua segurança. E é importante estar o tempo todo com ele. Guarde ele na doleira, que vai ficar escondia embaixo de sua roupa e preso a seu corpo. Lugar mais seguro não há.

3 - Bancos Virtuais



Quando viajamos aumentamos consideravelmente a chance de nossos cartões de banco serem clonados. Isso já aconteceu comigo e, na época, meu banco pediu simplesmente 20 dias para enviar um novo cartão. Além disso, já precisei ir até minha agência bancária para fazer o pedido de um novo cartão. Claro que isso tem melhorado com os cartões virtuais.


Mas é importante verificar a praticidade que seu banco oferece caso você precise bloquear e solicitar um novo cartão.


Hoje, para viajar, utilizo apenas bancos virtuais que me oferecem atendimento 24h e dão a oportunidade de bloquear meu cartão com apenas um toque no aplicativo, além de poder continuar usando as funções de transferência e pagamentos por QR Codes, por exemplo.


5 - Prenda o celular a você


Há pequenos acessórios em formato de espiral que podem ser presos à capa de seu celular por uma ponta e na sua roupa, do outro lado, como na foto acima.


Esse modelo é interessante porque faz com que seu celular fique preso a você, mas ao mesmo tempo possa ser utilizado para enviar mensagem ou até mesmo fazer fotos.


É possível fazer uma espécie de gambiarra com uma corda, por exemplo. Aí é só ser criativo.

6 - Escolha bem a mochila para os passeios



Principalmente as bolsas consideradas femininas são mais vulneráveis, por serem usadas presas a um único ombro e do lado do corpo. Se estiver segurando ela pelas alças e apenas com uma mão então é um cenário perfeito para aqueles seres humanos que passam correndo, pegam sua bolsa e vão embora.


Use mochilas, presas às suas costas mesmo. Elas ficam muito mais encaixadas a seus corpo. Alguns modelos, inclusive, tem acessórios para serem presas também à sua cintura.


Há também modelos laterais que você pode transpassar pelo pescoço e o tórax, ficando também bem preso a seu corpo.


Não são necessários mecanismos mirabolantes. O importante é garantir que esse item não esteja tão fácil de ser levado.

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

ACOMPANHE NAS REDES

EM DESTAQUE