Casa Grande Hotel: Resort com acessibilidade no Guarujá







Um hotel que remete ao tempo colonial sem estar defasado e com excelente localização é privilégio de poucos integrantes da rede hoteleira nacional. Uma dessas unidades está localizada na cidade de Guarujá, no litoral paulista.


O Casa Grande Hotel é, na verdade, um resort que a equipe do Passaporte Acessível foi conhecer por um dos seus maiores diferenciais: a acessibilidade.


Para quem quiser conhecer esse lugar sem precisar se hospedar ali, também há a opção de um day use para usufruir de suas piscinas, salão de jogos, brinquedoteca, quadra de tênis ou spa.


Confira nossa avaliação completa sobre o local:



Atendimento



Esse é o ponto alto do hotel. Se há algo que não possa ser questionado é a qualidade do atendimento. São poucos os locais em que, apesar de oferecer excelentes serviços, todos os funcionários - sem exceção - te atendem com sorriso no rosto. E este foi o caso aqui.


Do momento em que se entrega a chave do carro logo na entrada do hotel, passando pela recepção, até chegar na equipe de limpeza, a cordialidade e a preocupação com nosso conforto na medida certa, foram os diferenciais.


Aqui ressaltamos o fato de que não sentimos uma atenção diferenciada apenas por eu ter uma deficiência física, esse claramente é o padrão do resort.


Áreas Comuns




Com uma piscina para crianças, outra para adultos com direito à vista para praia, salão de jogos, quadra de tênis, e quatro restaurantes incuindo alguns premiados, o hóspede pode ficar à vontade para escolher o melhor lugar pra descansar.


As calçadas que ligam essas atrações não decepcionam e, por isso, são todas feitas em terreno plano, sem degraus.


Ao lado da piscina principal, é possível alugar pranchas de surf, sup e realizar esses esportes de forma adaptada para quem tem algum tipo de deficiência.


No hall de entrada, além das pequenas lojas de roupas que estão dispostas ali, você irá encontrar o escritório da Viva Enjoy, empresa parceira do hotel que oferece passeios e uma série de atrações adaptadas para gente com ou sem deficiência.



Ainda no hall, não deixe de tomar um drink no bar, ao clássico som de piano. Se foi intencional não sabemos, mas o local onde o barman prepara drinks em um nível abaixo do solo, faz com que uma pessoa em cadeira de rodas fique em altura ideal para tomar uma boa bebida direto no balcão.



Quartos




Com diferentes opções de quartos, o Casa Grande Hotel conta, também, com diferentes adaptações.


A equipe do Passaporte Acessível se hospedou em um quarto com banheira e varanda com vista para o jardim.


Agora, apesar da banheira contar com apoios, sabemos que ela pode não ser adequada a todos os tipos de limitações físicas. Por isso, há quartos voltados para pessoas que precisam de mais espaço e mais adaptações.


Assim, no quarto para pessoas com deficiência, o banheiro além de cumprir com a área exigida, conta com vaso sanitário dentro das normas de adaptação. Nesse caso, apenas a tampa vem com a abertura frontal que, ao mesmo tempo que pode ser útil pra muita gente que precisa de auxílio na hora da higienização, é o terror para que não precisa desse recurso. A melhor saída? Oferecer as duas opções - e é o que encontramos aqui.


Ainda sobre o banheiro, o acento fixo no box é padrão, mas o que gostamos muito foi a colocação de um outro acento móvel, ou seja, um banquinho mesmo, próprio para banho, que ajuda de forma expressiva a mobilidade e conforto dentro do banheiro. Quem tem qualquer tipo de deficiência sabe bem a beleza de se poder decidir o que é melhor pra si, com autonomia. Cinco estrelas para o Casa Grande Hotel nesse quesito.


Este mesmo quarto tem acesso para os jardins por meio de rampas, e há algumas unidades disponíveis no segundo andar, o que nos chamou atenção, já que o hotel não se limitou a colocar unidades adaptadas apenas no térreo. Mais um vez, o poder de escolha é do hóspede.



Restaurantes




São quatro restaurantes bem avaliados. Nós inclusive recomendamos adquirir um pacote que dá direito à pensão completa se quiser usufruir de uma boa gastronomia sem demais preocupações.


O restaurante do café da manhã, por exemplo, fica no piso superior que conta com acesso por elevador. Mas se preferir, não hesite em pedir seu café no quarto.



Mesmo o acesso para o restaurante tailandês, o Thai, que fica do outro lado da rua, ao estilo quiosque de praia com elegância, é facilitado pelas rampas no caminho e uma faixa de pedestres logo à sua frente. Se precisar de ajuda, conte com o segurança do hotel para atravessar.



Acessibilidade





Além das estruturas apontadas no intens anteriores, é importante ressaltar que a legislação brasileira exige a colocação de elevadores em prédios acima de 10 metros de altura (em média são edifícios com quatro andares).


No entanto, o Casa Grande Hotel não se limitou à regra, como é comum observar na rede hoteleira do país, e oferece elevador mesmo contando com apenas dois andares na sua estrutura.


Quando falamos de acessibilidade, atendimento vem em primeiro lugar. Na opinião do Passaporte Acessível, atenção, cuidado e serviços prestados são tão primordiais ou até, por vezes, mais relevantes do que a acessibilidade física.

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook

ACOMPANHE NAS REDES

EM DESTAQUE